segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Não é necessário acostumá-los a seguir um horário?


  • Você segue um horário? Toma café da manhã, almoça e janta no mesmo horário aos domingos e às quartas-feiras? Quando há um jogo ou filme interessante na tv, não adianta nem atrasa o jantar? E quando vai ao teatro ou come fora de casa? 
    Os horários das refeições são um dos mais curiosos mitos da nossa cultura. Na verdade, ninguém segue um horário fixo para comer. Não é necessário comer em deternimadas horas para estar saudável, nem para fazer bem a digestão, nem para nada. A "sabedoria popular" entra em contradições nesse capítulo: para uns, por exemplo, é perigoso dormir com o estômago cheio, sem ter feito a digestão; enquanto que outros recomendam precisamente empanturrar o bebê com uma grande papinha antes de dormir, para que durmam a noite inteira.

    Só se temos um trabalho nos vemos obrigados a adaptar-nos, e a comer antes ou depois. Por isso mesmo, seu filho seguirá um horário para comer tão logo vá ao colégio: vai tomar leite antes de sair de casa, um lanche na hora do recreio, almoçará ao sair do colégio e vai lanchar ao final da tarde. Ou você acha que se não lhe dá as papinhas a uma hora determinada seu filho sofrerá uma "alteração do ritmo" que aos doze anos vai levar um lanche ao colégio e vai comer no meio da aula de matemática?

    Igualmente não é necessário dar-lhe de comer sempre no mesmo lugar ou com a mesma rotina. Seu filho comerá uns dias sentado no cadeirote e outros no seu colo. Comerá alguns alimentos com os dedos e outros com a colher. Comerá uns dias na sua casa e outros na casa da avó. Inclusive comerá às vezes enquanto ande pela rua.

    Se de verdade fosse necessário ensinar às crianças com um ou dois anos de idade, a seguir as normas sociais dos adultos, então o importante seria, precisamente, ensinar a não seguir nenhum horário. Imagine que aos doze anos, quando vá almoçar num domingo na casa da avó, se o almoço não está pronto na hora certa, chora da 13:15 às 14:30, gritando:"estou com fome, estou com fome!", porque desde pequenininho se acostumou a comer sempre às 13:15. Você gostaria de ter um filho tão mal educado?

    Fonte: Mi nino no me come, do pediatra Carlos González.

    Tradução: Bel Kock Allaman
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...