segunda-feira, 10 de outubro de 2016

A alimentação da mãe pode causar cólicas e gases no bebê?

Por Maria Birman Cavalcanti
Revisão: Luciana Freitas



 O leite materno é composto principalmente de água, carboidratos, lipídios e proteínas, além de vitaminas, minerais e componentes imunológicos. No seio há células que literalmente produzem os componentes do leite sob demanda (estímulo), mas a água do leite vem do sangue da mãe. O sangue é "filtrado", e apenas a parte líquida (o plasma) chega nos alvéolos das glândulas lactíferas, para diluir os componentes nutritivos produzidos pelo corpo materno. Esses componentes nutritivos seguem uma "receita" específica, que praticamente não se altera. Por isso o leite materno sempre tem qualidade e composição adequadas para o bebê, independente da dieta da mãe. Entretanto, junto com o plasma, chega ao leite uma amostragem bem pequena das coisas que a mãe consumiu e absorveu. 

Uma porcentagem microscópica de todas as proteínas que chegam na nossa corrente sanguínea pode chegar ao leite materno. As proteínas são variadas e sua concentração é muito baixa, e isso é benéfico, pois estimula o sistema imunológico do bebê. Não há quantidade suficiente para provocar uma reação intestinal, como gases, dores ou "cólica", a não ser que o bebê já tenha sensibilidade para alguma proteína específica (como no caso da APLV). A dieta da mãe não interfere no funcionamento das células da glândula lactífera, portanto, a "receita" do leite materno nunca muda: ele é sempre forte, perfeito e sustenta! A dieta para APLV não muda a composição do leite materno, só tira a proteína do leite de vaca circulante no sangue da mãe, pois ela deixa de consumir leite de vaca, derivados e traços.
 

E os alimentos que causam gases na mãe, por exemplo, feijão - o pouco que passa para o leite pode afetar o bebê? Alimentos que causam gases não têm esse efeito devido às suas proteínas, mas sim devido a carboidratos específicos - e esses são totalmente degradados, absorvidos ou excretados nos intestinos. Eles não chegam à corrente sanguínea, por isso não passam pelo leite materno e não causam gases no bebê.

 

Referências:
 

GONZÁLEZ, Carlos. Manual Prático de Aleitamento Materno. São Paulo: Editora Timo, 2014,p.46 e 47. 

Ballard O1, Morrow AL. Pediatrics Clinics of North America 2013 Feb;60(1):49-74.Human milk composition: nutrients and bioactive factors.
(Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3586783/).



Leituras recomendadas:

A cólica - pelo pediatra Dr. González
http://grupovirtualdeamamentacao.blogspot.com.br/2014/06/a-colica-por-dr-gonzalez.html 


Os gases, por Carlos González
http://grupovirtualdeamamentacao.blogspot.com.br/2015/06/os-gases-carlos-gonzalez.html 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...